Imagem de uma relaxadeira automática em um Confecção na Indústria 4.0

fev 14

Você já ouviu falar nas vantagens obtidas por meio da entrada da confecção na indústria 4.0? A indústria têxtil já evoluiu muito nos últimos anos e o processo automatizado já tem beneficiado diversas empresas.

Com ele, é possível otimizar os processos, aumentar a produtividade e até evitar desperdícios. Quer saber como? Continue a leitura do artigo e descubra!

 

A preparação e revisão de malha nos processos tradicionais

Tradicionalmente, ao comprar o rolo de malha, é preciso se basear apenas nas informações disponibilizadas pelo fabricante. No entanto.

 

Não há como qualificar e quantificar o material ou mesmo fazer uma análise física dos padrões de qualidade de cada rolo manualmente sem que se perca um bom tempo no processo. 

 

Geralmente, a inspeção é feita somente ao enfestar.

Depois disso, é hora de realizar o descanso/relaxamento da malha, pois sabe-se que alterações nas medidas são comuns e o próprio fabricante indica que alguns tipos de tecido devem passar por um processo de relaxamento para que voltem ao seu estado normal.

Esse processo demora de 24 a 48 horas e necessita de um espaço em redes ou mesas para que o tecido possa ficar aberto de forma adequada para o relaxamento.

São horas em que a produção não está sendo realizada e ainda podem ocorrer falhas humanas, seja por não conseguir detectar algum defeito nos tecidos e descobrir somente após a confecção dos produtos, ou por não relaxar a malha adequadamente.

 

As mudanças proporcionadas pela automatização

Com a automatização do processo, todas essas etapas são feitas muito mais rapidamente e sem erros.

Isso porque os equipamentos disponíveis oferecem diversas soluções para os problemas presentes no método tradicional de preparação e revisão de malhas.

Para começar, quando o produto chega até a indústria, ao invés de se basear somente nas informações disponibilizadas pelo fabricante, agora é possível utilizar uma Revisadeira de Malhas e Tecidos.


Que consegue monitorar características como largura e metragem, tem um sistema de sincronismo e estiramento e conta com um sistema que assegura a qualidade do rolo.

Ela também gera um mapa de defeitos, indicando o comprometimento da área útil dos tecidos.

Esses dados são coletados e armazenados e os insumos que não são aprovados podem ser devolvidos ao fornecedor por não conformidade.

Depois, os tecidos que não precisam ser relaxados vão para o armazenamento e os que precisam passar pelo processo de descanso, podem passar por uma Relaxadeira de Malhas.

 

Este equipamento elimina completamente a necessidade de ter um local para deixar a malha descansando.

 

Em menos de dez minutos ele realiza o processo de relaxamento do rolo e ainda faz a climatização gerando dados de comprimento, largura e área de corte lateral.

 

As vantagens obtidas pela confecção na indústria 4.0

Além de obter informações precisas sobre a largura, a área útil, gramatura e rendimento em uma base de dados online, é possível evitar o recolhimento do rolo do enfesto, seja por conta da variação de medidas ou defeitos de fabricação.

Por meio do controle desses dados ainda é possível detectar quando a matéria-prima não é fornecida com a qualidade necessária e, caso necessário, substituir o fornecedor.

Isso evita a produção de itens com malhas de baixa qualidade e, consequentemente, a confecção das peças de segunda qualidade, que precisam ser ofertadas por preços inferiores e geram a perda de receita.

Gráficos de controle de qualidade sobre a mesa, em uma fábrica de Confecção na indústria 4.0
Obter informações sobre a matéria-prima é fundamental para um controle de qualidade eficiente.

A padronização dos produtos, a qualidade obtida, a redução de falhas e o aumento de produtividade são consequências naturais da modernização da confecção da indústria 4.0.

No entanto, para que funcionem adequadamente, não basta apenas investir em maquinário, é importante assegurar-se de que os fornecedores disponibilizam matérias-primas de qualidade e treinar a equipe para que todos compreendam a importância do controle de qualidade para a indústria têxtil.

 

Imagem ilustrativa para download do e-book que colocará a sua Confecção na Indústria 4.0

 

Por fim, é preciso sempre monitorar o andamento da produção a fim de transmitir feedbacks, tanto negativos, como positivos, sobre os itens produzidos para que a produção seja cada vez mais otimizada.

Assim como aconteceu nos outros setores em que a tecnologia surgiu para aprimorar os processos.

As confecções que não acompanharem a evolução dos processos acabarão perdendo competitividade e seus processos, aos poucos, irão tornar-se ultrapassados.

 

As confecções que não acompanham a evolução dos processos acabarão perdendo competitividade e seus processos, aos poucos, irão tornar-se ultrapassados.

 

O consumidor busca cada vez mais por qualidade e bom custo-benefício. Com a concorrência aumentando a cada dia, não há mais espaço para falhas nos processos, o que torna o investimento na produção e a entrada para a confecção na indústria 4.0 um requisito para manter-se no mercado.

Se você se interessou pelo tema e deseja investir em processos mais modernos, descubra agora mesmo como modernizar o controle de qualidade na confecção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *