A mão de uma pessoa realizando o teste das marcações na malha com uma régua, a cena é parte do controle de qualidade na confecção realizado com a lavadora de amostras da Delta.

dez 06

Modernizar o controle de qualidade na confecção é uma atitude essencial para quem pretende manter-se competitivo no mercado e alcançar resultados positivos.

Hoje, qualquer negócio, independente do segmento, precisa ser capaz de fazer mais com menos.

Ter esse perfil representa proporcionar condições especiais, economizar com operações e repassar a redução de custos aos clientes estreitando relacionamento.

Para alcançar resultados assim, toda a cadeia da confecção têxtil precisa se modernizar. E o uso de tecnologias pode ser a diferença entre manter operações ou fechar as portas.

Portanto, as empresas devem investir em sistemas de gestão eficientes para garantir o funcionamento, a confiabilidade e a qualidade de seus processos.

A utilização de tecnologias, seja qual for o setor de uma empresa, agrega valor a seus produtos e, consequentemente, a sua marca.

Com as ferramentas certas é possível aperfeiçoar processos, reduzir custos e conferir qualidade superior às operações da confecção têxtil.

Então, confira alguns passos importantes para modernizar o controle de qualidade na confecção.

 

Tecnologias potencializam negócios

As tecnologias estão para as empresas têxteis, assim como o fermento está para o pão. Basta usar a medida e o método mais adequados em cada etapa de produção.

A modernização dos processos de uma confecção, por exemplo, agiliza e permite um controle mais efetivo dos trabalhos, e também, potencializa seu crescimento.

Partindo desses indicativos, não é mais viável a uma empresa continuar dependente de equipamentos antigos e defeituosos. Ou métodos ineficientes para controle de qualidade ficando sujeito a erros.

Do mesmo modo que não é mais possível ser competitiva no momento atual sem um sistema de gestão eficiente.

 

A mão de uma pessoa apertando um botão no ar, demonstrando as possibilidades trazidas pela tecnologia para se realizar controle de qualidade na confecção efetivo.
O avanço tecnológico é impossível de ser freado e modernizar o controle de qualidade na confecção, é um passo em direção a indústria 4.0 têxtil. Quem não se adequar a tempo invariavelmente acabará perdendo cada vez mais competitividade até ficar obsoleto.

 

Hoje, a gestão precisa ter dados reais das operações em mãos, com agilidade que permita tomar decisões e mudar estratégias antes de sofrer prejuízos.

Isso enfatiza ainda mais a necessidade de investir em tecnologia, especialmente para modernizar o controle de qualidade na confecção; e ainda para capacitação das equipes que atuam no recebimento de insumos.

Sendo assim, entenda como modernizar o controle de qualidade e as vantagens que pode proporcionar para a confecção têxtil.

 

Faça um diagnóstico

Antes de sair modernizando tudo e investindo, pare e reflita sobre seu negócio. Análise cada setor e etapas de produção da sua confecção.

Liste quais procedimentos estão ultrapassados. Aproveite para comparar sua atuação com o atual cenário de mercado.

Entenda os problemas que sua indústria precisa solucionar. A partir daí, elabore uma estratégia para resolvê-los com tecnologias (automação e otimização de processos).

Trace metas e execute as ações necessárias para modernizar o controle de qualidade na confecção, recursos, equipamentos, e tudo que previu como importante.

 

Implante softwares de gestão

A tecnologia evolui sem parar. Um dos benefícios é a possibilidade de personalizar softwares de gestão para atender a necessidades de uma empresa de forma personalizada.

Então, aposte em sistemas desenvolvidos especificamente para seu modelo de produção e ganhe ainda mais em eficiência.

Além de reduzirem trabalhos manuais, os sistemas de gestão conseguem obter informações e dados estratégicos como nenhum outro tipo de ferramenta.

Um excelente exemplo desse tipo de sistema é o ERP – Planejamento dos Recursos da Empresa ou Enterprise Resource Planning.

Essa tecnologia reúne todos os dados relevantes para a empresa em um único ambiente padronizado.

 

Tela de computador mostrando dados de gestão de um controle de qualidade na confecção têxtil.
Ter em mãos as informações certas para a tomada de decisões é algo imprescindível. Realizar o levantamento desses dados em cada etapa do processo produtivo é o caminho certo para a modernização do controle de qualidade na confecção ou qualquer em outra etapa do processo produtivo.

O ERP disponibiliza uma visão completa de desempenhos, problemas e oportunidades: tanto de prevenir danos como de e otimizar resultados, através do controle de qualidade, por exemplo.

Seus relatórios são mais transparentes ao exibirem resultados de performance, uma vez que não deixam de lado qualquer aspecto produtivo.

Entre outros benefícios, um sistema ERP permite identificar qual produto está tendo melhor retorno, de acordo com diversos critérios, conforme seja estruturado para a sua indústria.

Ele pode, portanto, comparar o produto que mais oferece retorno positivo de acordo com os hábitos do público, rotatividade do estoque, última negociação com o fornecedor e até com o método de trabalho do profissional responsável pelo atendimento.

O ERP certamente é uma solução para modernizar o controle de qualidade na confecção em inúmeros setores.
Entre eles:

  • Gestão de compras.
  • Gestão de estoque.
  • Controladoria e custos.
  • Logística.
  • Vendas e faturamento.
  • Recursos humanos.
  • Emissão de notas fiscais.

 

Recrie processos

Partindo da ideia de que nada é tão bom que não possa ser melhorado, aproveite para recriar processos.

O objetivo é desenvolver o hábito de revisão periódica dos processos da sua indústria, para que, constantemente, sejam identificadas melhorias a serem realizadas.

Esse tipo de procedimento é comum em companhias consideradas inovadoras. Elas procuram pontuar métodos que não atendem mais às demandas de mercado para aperfeiçoá-los.

Que tal começar a fazer isso na sua confecção? Entenda mais sobre Por que a padronização na produção têxtil é importante?

 

Dedique energia à capacitação da sua equipe

Mesmo investindo em tecnologias, o principal recurso da sua empresa continuará sendo o capital humano. Por isso, capacitar sua equipe é fundamental.

De nada vai adiantar investimentos em tecnologias, como programas de gestão e equipamentos modernos, caso seu time não saiba como operá-los para tirar o melhor proveito.

Descubra talentos entre seus funcionários. Colaboradores proativos agirão para usufruir tudo que modernizar o controle de qualidade permite em termos de resultados.

 

Como modernizar o controle de qualidade na confecção?

Eis a pergunta inicial que precisa ser respondida. A seguir, você confere um  passo a passo de soluções customizadas especialmente para empresas do setor, desenvolvidas pela Delta Equipamentos.

Para compreender ainda melhor a diferença entre usar ou não esses equipamentos na sua produção, leia mais informações aqui.

 

+ Saiba maisO que é controle de qualidade? Como funciona na indústria têxtil?

 

Recebimento de mercadoria

A primeira vistoria da mercadoria da sua empresa, ou seja, da sua matéria-prima, pode influenciar em toda a sua produção e no resultado final dos seu produtos. Entenda o motivo.

 

Painel da lavadora de amostras Delta exibindo dados, é um exemplo de equipamento para ter um controle de qualidade na confecção moderno e efetivo.
Monitor da lavadora de amostras da Delta equipamentos, que pode ser utilizada no controle de qualidade na confecção.

É nessa fase que são avaliadas algumas amostras de rolos de malha que foram recebidos de fornecedores.

As análises devem considerar o que foi estabelecido no processo de compra e deve constar na ficha técnica:

  • Gramatura;
  • Tonalidade;
  • Encolhimento;
  • Largura;
  • Peso.

No final do processo, o tecido pode ou não ser aprovado. Se for, segue para a etapa seguinte. Senão, sua confecção poderá devolvê-lo ao fornecedor por não conformidade.

A importância dessa etapa já dá indícios de que precisa ser realizada por meio de equipamentos que oferecerão resultados precisos.

Para atender a essa demanda das indústrias têxteis, a Lavadora de Amostras é indispensável.

O equipamento criado pela Delta, por exemplo, realiza testes de encolhimento  e analisa alterações dimensionais.

 

Inspeção de qualidade

Aqui é feita uma avaliação mais ampla do tecido, que inclui a análise em relação a quantidade de amostragem inspecionada.

Uma ótima alternativa é uma máquina de revisão capaz de executar a:

  • Qualificação;
  • Quantificação;
  • Geração de mapa de defeitos, com análise de comprometimento de área útil do tecido;
  • Análise física de padrões de qualidade por rolo.

Todos esses processos podem ser feitos utilizando a Revisadeira da Delta, desenvolvida com a finalidade de assegurar padrões de qualidade e o levantamento do máximo de informações possível sobre cada rolo de malha que chega à confecção.

Descanso de malha

Em plena era de avanços tecnológicos que favorecem a agilidade da produção, algumas confecções ainda costumam promover o descanso convencional da malha que será usada na sua produção.

Essas empresas aguardam de 24 a 48 horas, pelo descanso de malha.

Para isso, os rolos são abertos manualmente e os materiais ficam em redes ou em mesas.

Mas, para transformar essas 24 ou 48 horas de espera em tempo de produção, a Delta também criou uma solução: uma Relaxadeira, que realiza os seguintes processos:

  • Relaxamento (Descanso de malhas);
  • Geração de dados de comprimento e largura.
Armazenamento colmeia

Esse tipo de estocagem preserva os rolos de tecido, mantém o estoque da sua confecção organizado e ainda ajuda a otimizar espaços.

Eles são uma solução para acabar com o tradicional armazenamento em estantes e prateleiras.

Enfesto e Corte

Todo o processo de modernizar o controle de qualidade na confecção citado em etapas anteriores da produção vão intervir diretamente nos resultados que serão obtidos nesta fase.

Isso acontecerá, porque durante o planejamento é determinado que um número de peças será produzido por rolo de malha, que por sua vez, deverá resultar em uma receita Y.

A expectativa é de que além de cobrir o investimento em matéria-prima (rolos de malha), a produção gere um lucro estimado em Y ou o chamado Retorno sobre Investimento (ROI).

Mas, caso ocorram pequenos problemas em cada etapa do processo, o resultado será maiores gastos e menor Retorno sobre Investimento.

Por essas e outras razões que toda a cadeia têxtil não pode deixar de modernizar o controle de qualidade. Mais que uma tendência, o uso de tecnologias representam sobrevivência para qualquer empresa no mercado.

Então, se sua empresa está revendo processos e busca soluções para modernizar a produção, entre em contato com a equipe de atendimento da Delta e conheça alternativas que podem facilitar essa jornada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *