nov 15

Depois de 5 anos em Barcelona, a Denim Premiere Vision voltou para Paris neste ano nos dias 2 e 3 de novembro. Desde 2007, o evento afirmou-se como uma força motriz para a comunidade internacional denim. Segundo Stéphane Kossmann, diretora do evento, a Denim Premiere Vision deseja permanecer fiel ao seu conceito e valores originais, continuar a reunir de forma relevante, a melhor oferta especializada internacional e criar uma plataforma global para servir um negócio global. Nestes dias a cidade luz viu um novo conceito, além do retorno do evento à capital francesa, no local conhecido como Paris Event Center; houveram mais novidades como o espaço “Share&Shake – The Denim Sessions”, realizado em colaboração com o renomado site de pesquisa Sportswear Internacional, com o intuito de apontar os tópicos chave para a indústria denim; como os avanços do elastano, as mudanças de comportamento de consumo da geração Z, idéias sustentáveis e cases de sucesso de marca.

Contemplando o tópico conforto, no primeiro dia teve um bate-papo entre o expert em denim Piero Turk, abordando as composições entre denim e elastano que resultam no “denim perfeito”: um encontro que trouxe detalhes sobre as fibras, tecnologias e tratamentos mais inovadores considerando o tema. Em seguida Ikeme Eshemokhai, diretor de design da Guess contribuiu com suas visões sobre o consumidor de moda jovem, discutindo sobre o que a geração intitulada Millenials considera importante para o seu jeans.

Instagram: Denim Première Vision
Instagram: Denim Première Vision

No segundo dia da feira, a criatividade foi o alvo das atenções, com a sessão de debates “Smart creations”, que propôs discutir sobre as experiências inéditas e inesperadas voltadas ao segmento. Quem trouxe o assunto à tona foi a consultora de inovações sustentáveis em tecidos moda e design da própria Denim Premiére Vision; Giusy Bettoni, que apresentou sua opinião sobre tecidos veganos, com acabamentos repelentes, e roupas recicladas entre outros tópicos. Por fim, Stefano Aldighieri, diretor do estúdio Another Design e renomado por suas criações em denim, compartilhou novas facetas do mercado capazes de estreitar relações entre as marcas e o próprio setor.

© Denim PV
© Denim PV

Além de todos estes debates a feira teve um espaço especial reservado ao jeans vintage e reuniu cerca de 80 expositores; sendo 58% tecelagens, 18% relativos ao mercado de acessórios, 12% correspondentes à lavanderias e indústrias de acabamento, 3% manufaturas de fibras e os restantes 9% ligados a outras atividades diálogo com o mercado. Entre as companhias que confirmaram presença temos nomes como GAP, Guess, Tommy Hilfiger, Ralph Lauren, entre outros.

Fonte: Guia Jeans Wear e Denim Premiere Vision

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 7 =