ago 09

Nos últimos anos, a alta competitividade tem desafiado cada vez mais a indústria têxtil a oferecer produtos de qualidade e que satisfaçam as diferentes necessidades dos seus clientes. E, por isso, o mesmo maquinário têxtil deve ser capaz de criar tecidos com distintas variações de espessura, material e densidade.

Dessa forma, se torna fundamental manter em bom estado o maquinário têxtil para que ele continue trabalhando continuamente, por longos períodos de tempo, sem paradas inesperadas. Nesse sentido, é importante ter em mente que todo equipamento de manufatura requer manutenção, mas investir em maquinário de alta qualidade e depois não dar atenção adequada à prevenção de falhas é um grande erro. Com essa má prática, além do custo com reparos, existe a perda de produtividade.

Para evitar essa situação na sua empresa, confira a seguir dicas de como criar um calendário de manutenções programadas para manter sua indústria produtiva e sem custos extras no orçamento.

 

A importância da manutenção do maquinário têxtil

Atualmente, como os negócios têm influência global, a qualidade e a entrega pontual de produtos são requisitos básicos para qualquer indústria de manufatura. A manutenção preventiva é uma abordagem que melhora a eficiência das máquinas, eliminando a possibilidade de quebra e inatividade para consertos. Assim, com o funcionamento contínuo do maquinário, é possível melhorar a qualidade e ter menos desperdício de materiais.


Essa manutenção programada é mais do que uma política. Ela deve ser cultura, filosofia e atitude de uma indústria, para sempre manter a excelência em seus processos. A implantação de um programa de manutenção permite, entre outros benefícios:

  • Aumentar a produtividade.
  • Reduzir o tempo de inatividade de máquinas.
  • Aumentar o tempo de vida útil do maquinário têxtil.
  • Diminuir o número de produtos defeituosos.
  • Prevenir as paradas inesperadas de máquinas e a interrupção da produção.
  • Ter mais segurança no chão de fábrica.
  • Reduzir tempo ocioso de funcionários.
  • Ter mais foco em estratégias para enfrentar a concorrência.

Ainda, ao realizar rotineiramente limpeza, lubrificação, reparo, substituição, ajuste e abastecimento é possível reduzir o desgaste desnecessário de diferentes peças e equipamentos, bem como a corrosão dos itens, qualificando o trabalho e a capacidade produtiva de sua empresa.

 

Como criar um calendário de manutenções programadas?

Agora que ficou mais clara a importância, acompanhe as dicas práticas para criar um calendário eficaz de manutenção preventivo de maquinário têxtil.

1. Crie um plano

Antes de qualquer procedimento de manutenção ser implementado, é importante estabelecer quem será envolvido no projeto de manutenção preventiva. Dependendo do tamanho da empresa, as escolhas prováveis podem incluir gerentes, técnicos ou outros colaboradores dos departamentos de manutenção, contabilidade ou mesmo finanças.

Também é importante ter uma meta definida, por exemplo, reduzir os custos de manutenção corretiva em X% ou diminuir o tempo de inatividade do equipamento em X%.

2. Faça um inventário

Embora seja um exercício mais trabalhoso, fazer um inventário de todas as máquinas relevantes da sua empresa garante que as verificações preventivas sejam feitas nos principais equipamentos operacionais.

Além de informações como marca, modelo, número de série e especificações, é preciso documentar a condição atual do equipamento. Isso pode ajudar a definir a importância do maquinário têxtil dentro de um programa de manutenção.

3. Defina os procedimentos de manutenção

Com a lista de equipamentos em mãos, o próximo passo é determinar os trabalhos necessários para manter em operação cada equipamento, bem como a frequência com que eles devem ocorrer.

Uma parte importante da criação de procedimentos de manutenção preventiva é criar uma lista de ferramentas e recursos internos e externos necessários para concluir cada tarefa. Além dos melhores dias e horários para que essa manutenção seja realizada.

4. Priorize os equipamentos

Ao criar um cronograma de manutenção preventiva, é importante fazer uma lista de equipamentos prioritários. É preciso identificar qual equipamento é mais oneroso para uma empresa em relação a reparos. Tempo de inatividade e valor para as operações.

Executar os planos de manutenção leva tempo e, por isso, essa priorização evita sobrecarregar seus colaboradores.

5. Treine a sua equipe

Além de colocar no calendário as datas previstas de manutenção do maquinário têxtil. Também é necessário programar treinamentos e capacitações para a sua equipe. Ter membros bem treinados para usar o programa de manutenção é um fator determinante para que a ação seja bem-sucedida.

6. Ajuste o programa de manutenção regularmente

As empresas são dinâmicas e seus ativos de equipamento também. Por isso, é importante sempre analisar os resultados de um programa de manutenção preventiva e ajustá-los ou melhorá-los conforme necessário. De modo geral, o recomendado é rever e ajustar seu plano de manutenção a cada dois anos.

Uma vez implantada, os benefícios da manutenção programada superam em muito os custos associados à manutenção corretiva. Que geralmente resultam em tempo de inatividade, substituição de equipamentos e interrupção da operação. Ter um programa atualizado que monitore os ativos da empresa possibilita a programação flexível de manutenção. Economizando tempo, dinheiro e energia.

E você, quer saber mais sobre como a tecnologia pode impactar o seu negócio? Continue acompanhando nosso conteúdo e não esqueça de conhecer o nosso catálogo de equipamentos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *