Reunião do responsável pelo PCP com o líder da produção, para melhorar a Comunicação com o PCP.

jan 24

A  comunicação com o PCP ou com o Planejamento e Controle de Produção é um modelo de gerenciamento cada vez mais usado por indústrias têxteis.

O PCP possibilita empregar equipamentos, insumos e mão de obra de forma mais racional, ou seja, ter um efetivo controle de produção.

Sendo assim, a comunicação com o PCP é indispensável à indústria têxtil, uma vez que influencia diretamente o consumo de recursos, e ações como planejamento de compras e produção de acordo com a demanda.

O sistema PCP persegue a eficiência, por esta razão contribui para melhorias em processos e torna as têxteis mais competitivas. Isto é viável a partir da identificação de dados precisos que apontem características positivas a serem estimuladas e falhas a serem eliminadas.

 

Compreenda os objetivos de uma boa comunicação com o PCP:

  • Otimizar a produtividade.
  • Melhorar a utilização dos recursos disponíveis.
  • Integração de setores.
  • Aperfeiçoar o desempenho produtivo por meio de técnicas.
  • Atender à demanda dentro de prazos determinados.
  • Reduzir custos.
  • Definir uma programação adequada para a produção.
  • Adequar o layout produtivo, para um bom aproveitamento de fluxo de insumos.
  • Planejar a capacidade de produção da empresa.

 

Comunicação com o PCP na confecção

Em uma confecção a comunicação com o PCP viabiliza o controle e a programação do processo de produção nos departamentos de desenvolvimento, modelagem, corte e costura.

É ele que garante uma produção de qualidade, em quantidade e no prazo estipulado pelo planejamento da confecção.

Existem três modelos básicos de Planejamento e Controle de Produção:

  • Por fluxo: Executado para uma produção contínua.
  • Para projetos especiais: Utilizado na produção de produtos fora de linha.
  • Por ordem: Ideal para produção intermitente.

 

Como implantar um modelo de PCP?

Ao implantar um dos modelos de PCP a confecção deve levar em conta o seu tipo de produção.

A partir da escolha, e com uma comunicação com o PCP bem estabelecida, o reflexo será um sistema ativo em que responsabilidades de equipes são claras, assim como políticas internas e metodologias.

 

Dois funcionários conversando sobre as praticas encaminhas do PCP, o que demonstra o quanto comunicação com o PCP é importante.
Todas as ações visam garantir agilidade em todas as etapas de produção.

 

Normalmente, a introdução do PCP percorre seis fases. Confira:

 

  • 1ª Prever demanda: É a etapa em que se elabora uma projeção, oferecendo aos gestores a possibilidade de avaliarem a produção e os materiais necessários.
  • 2ª Planejamento da capacidade de produção: Pela análise de dados o gestor verifica se é preciso algum redimensionamento.
  • 3ª Planejamento Agregado da Produção (PAP): Fase em que o gestor traça uma estratégia que parte da definição do volume de produção. Esse documento é anual, mas precisa ser atualizado todo mês.
  • 4ª Programação Mestre da Produção (PMP): Documento mais detalhado que o PAP. Inclui a previsão de demanda, as compras e pedidos feitos, além das solicitações de produção. Analisa ainda os planos de produção em um curto prazo de tempo, a partir do levantamento de recursos disponíveis.
  • 5ª Programação Detalhada da Produção (PDP): Abrange a emissão e liberação de ordens, gestão de materiais e a sequência das ordens da produção. Algumas pessoas desenvolvem essa etapa por meio do kanban.
  • 6ª Controle da produção: Consiste no monitoramento da execução do que foi planejado.

 

Comunicação com o PCP e previsão de vendas

Durante a implantação de um modelo de PCP uma das coisas mais relevantes é a previsão de vendas, já que o sistema facilita a visão da demanda de cada produto da confecção.

Essa característica do PCP concede aos gestores a alternativa de organizar a produção de acordo com o que clientes estão buscando.

 

Equipe de vendas realizando o planejamento comercial em uma indústria têxtil, entre um dos pontos levantados está a importância da comunicação com o PCP.
A previsão de vendas depende do tipo de produto e mercado em que se atua, além de se está submetido ou não a sazonalidades.

Na prática, a média móvel é o modo de previsão mais usado pela indústria têxtil. No entanto, é indicada somente para as que não têm interferência de sazonalidade.

Um exemplo seria uma confecção tentar prever as vendas de bermudas no verão com base nos resultados mensurados durante o outono e inverno. Logicamente, não teria estoque suficiente para o público da estação mais quente.

Entenda as vantagens de uma comunicação com o PCP eficiente

Embasamento para a tomada de decisões

Com o PCP gestores têm dados da produção sempre à mão, podendo identificar falhas e potencialidades em tempo real.

Informações são indispensáveis para que gerentes e diretores da indústria tomem decisões certas, sustentadas em fatos.

 

+ Saiba mais: O que é controle de qualidade? Como funciona na indústria têxtil?

 

Cronograma de produção em dia

Por meio do PCP é viável garantir as ordens de pedidos, perceber atrasos e deixar demandas em dia.

Basta conferir a data de entrega e acompanhar a etapa produtiva em que cada demanda se encontra.

 

Percepção de recursos ociosos

Artigos parados no estoque de desvalorizam e geram custos. Aqui a vantagem do PCP é permitir a percepção de itens ociosos e a revisão do plano de compras.

Desta maneira, evita-se que fiquem sem giro.

 

+ Saiba mais: Como modernizar o controle de qualidade na confecção?

 

Redução de custos

O PCP dirige e gere o suprimento de material e as atividades de processamento de uma indústria.

Sendo assim, a produção dos produtos passa a seguir métodos estabelecidos para um programa de vendas aprovado.

 

Gráfico negativo exibindo a redução de custos trazida pela implementação uma ótima comunicação com o PCP.
A redução de custos ocorre de forma praticamente orgânica quando existem processos claros e uma comunicação efetiva com o PCP.

Os capitais disponíveis, os recursos humanos e as facilidades industriais são otimizadas.

Ao dispor de ferramentas para conhecer quais são os produtos mais vendidos, as matérias-primas mais utilizadas e manter estoques de acordo com as demandas do público, a indústria têxtil reduz custos.

A ampliação do controle também diminui o retrabalho, perdas e desperdício. A consequência é um crescimento sustentável.

 

+ Saiba mais: Preparação de malha: Qual é seu fornecedor mais barato?

 

Reconhecimento de gargalos em tempo hábil

Ao implantar o PCP a indústria têxtil consegue identificar seus potenciais e pontos que precisam de correções.

Trabalhar com prevenção e medidas paliativas efetivas é mais simples quando se sabe exatamente onde agir.

Mesmo que nenhum modelo de previsão seja perfeito, o uso de boas ferramentas pode impedir a necessidade de arcar com custos desnecessários, como os decorrentes da falta de produtos ou resultante de uma oferta.

Quer saber mais sobre gargalos na indústria têxtil? Então leia o artigo: Problemas da produção têxtil: Como reduzir seus impactos?

Para conhecer ferramentas que podem ajudar no controle e otimização da produtividade de indústrias do setor têxtil entre em contato com nossa equipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *