quanto-a-industria-textil-perde-com-desperdicio-de-producao-00

out 18

A fim de otimizar seus recursos e garantir a lucratividade do negócio, muitas empresas, primeiramente, pensam em cortar custos. No entanto, antes disso, é importante reduzir ou eliminar o desperdício de produção.

No contexto da indústria têxtil, o desperdício de produção é aquele no qual algo na peça confeccionada não deu certo, isso é, quando se produz um item que não apresenta 100% de qualidade e uma variabilidade indesejada.

Esse tipo de peça é a chamada de segunda qualidade, que é ofertada por preços muito inferiores em função da falta de conformidade, o que pode gerar perda de receita para a empresa.

Neste artigo, compreenda melhor a questão do desperdício de produção na indústria têxtil. Acompanhe.

Quando ocorre o desperdício de produção?

Como vimos, o principal caso no setor têxtil é aquele no qual se confecciona uma peça em não conformidade com o padrão estipulado. Há, ainda, outras situações nas quais o desperdício de produção pode se fazer presente, tais como:

  • Quando se mantém estoque excedente.
  • Quando se adota processos produtivos ineficientes.

O custo do desperdício de produção

Pode-se dizer que o custo do desperdício de produção é aquele que não existiria para a empresa caso a peça tivesse sido confeccionada perfeitamente na primeira vez. Ele está, portanto, associado com as falhas na produção que geram retrabalho e perda de produtividade e de qualidade nos produtos fabricados.

Algumas empresas, pensando que estão economizando, deixam de investir em maquinário e em modernização de sua gestão. O que, no final das contas, acaba gerando, mesmo que indiretamente, gastos que podem ser bem maiores.

A partir disso, é possível constatar que, apesar do que algumas pessoas pensam, não é exatamente a qualidade que gera custos para a empresa; é a não-qualidade, expressa por desperdícios, como o de produção, que pode ser dispendiosa, não gerando benefício para a empresa.

Além da perda direta causada pelo retrabalho envolvido no desperdício de produção. Sua empresa conta, ainda, com custos indiretos, como perda de tempo, de produtividade da equipe e, talvez, até mesmo de clientes – em função de atrasos nas entregas gerados pela refação do pedido.

Práticas para minimizar o desperdício na produção

A educação e o treinamento da equipe são essenciais no processo de redução do desperdício de produção. Para isso, é preciso adotar uma cultura organizacional baseada no seguimento do padrão operacional estabelecido. Voltada ao combate do retrabalho, na melhoria contínua e no controle de qualidade.

Algumas questões importantes sobre a produtividade, o controle de qualidade e a eficiência da empresa podem ajudar na análise da geração de desperdício de produção, tais como:

  • Quantos rolos de tecido são inspecionados por dia?
  • De cada 100 rolos, em quantos é feita coleta de amostra para medir gramatura?
  • Quantas peças poderiam ser feitas com essa amostra que você está cortando?
  • Quanto é o seu ticket médio por peça?
  • Qual é sua taxa de desperdício de malha?

Como ação estratégica, o investimento em uma máquina revisadeira é a melhor forma para garantir a redução do desperdício de malhas. Com esse equipamento, é possível fazer medições exatas, revisando a qualidade do tecido e a metragem recebida.

Também é preciso ter uma atenção com a manutenção de maquinário  e sistemas para ter mais controle nos processos. Embora o desgaste ocorra normalmente em qualquer processo de manufatura. Se a manutenção regular não for realizada, sua empresa perderá muito tempo e dinheiro com equipamentos seriamente danificados. Que poderão gerar refações de peças e, portanto, desperdício de produção.

E você, quanto perde em desperdício na produção têxtil? Ficou interessado em investir em uma revisadeira para reduzir a quantidade de resíduos? Deixe sua mensagem nos comentários ou entre em contato com a equipe da Delta! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *