out 25

Desde a Era Vitoriana, até, mais recentemente, os anos 2000, os principais estilistas do mundo inevitavelmente olham para o passado para criarem suas coleções – e esse ano não foi diferente. Estilistas em Nova York, Londres, Milão e, agora, Paris, usam diversas referências históricas em suas peças, revisitando silhuetas antigas para criarem o moderno. Porém, parece que um movimento oposto está acontecendo em paralelo. A revista M de Mulher nos explica um pouco mais sobre esta nova tendência!

Foto: WGSN/Desfile Barbara Casasola
Foto: WGSN/Desfile Barbara Casasola

 

Batizado de Purista, vemos um visual essencialmente minimalista começar a ser descrito como a nova estética futurista – essa, diferente do que víamos até o ano passado, desprendida das referências sessentistas influenciadas pela corrida espacial. Os looks são monocromáticos, usando uma cartela previsivelmente composta de tons neutros como branco, off-white e bege. Para o verão, tecidos transparentes e comprimentos mídi ganharão mais importância, dando um toque mais leve para a nova estética moderna.

 

 

Então como nos vestiremos no futuro?

Marcas como Narciso Rodriguez, Marni, Mulberry e Stella McCartney apostam em uma tendência com silhuetas aparentemente simples e discretas, mas que dão ênfase na estrutura das peças. O tema é funcional, e deixa decorações, aplicações, aviamentos e até estampas de lado. As peças não serão justas no corpo, mas também fogem do shape oversized típico dos anos 1990.

Stella McCartney Paris - Inverno 2016 | Foto: © FOTOSITE
Stella McCartney Paris – Inverno 2016 | Foto: © FOTOSITE

Comercialmente, o tema Purista ainda não é o mais fácil de ser trabalhado. Além de novo, ou seja, desprendido de referências históricas das quais já tivemos o tempo de absorção para nos acostumarmos, ele não se preocupa em favorecer a silhueta de quem o usa, e sim em criar um visual mais limpo. Vivemos rodeados de imagens, informações e anúncios, e o Purista aparece como uma resposta para esse excesso visual, se tornando uma tendência especialmente importante para os próximos anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =