jun 05

A moda pode fazer pela autoestima de um ser humano tanto quanto um uniforme de super-herói de história de quadrinhos: é signo de poder, ou melhor, empoderamento, palavra-símbolo da incessante luta feminina por direitos iguais aos dos homens. Nas HQ’s, um das primeiras heroínas empoderadas foi a Mulher-Maravilha. Com a personagem em alta, natural que ela venha parar em nosso guarda-roupa, para trazer um pouco da sua força e poder à nossa rotina.

Buscando referências menos óbvias do que o vermelho, azul e branco vivos, marcas fazem menção à guerra, com peças camufladas, que remetem ao ano em que a heroína surgiu, em 1941, na Segunda Guerra Mundial. Os looks ganham modelagem esportiva, para usar no asfalto, com muitas jaquetas utilitárias cheias de bolsos, e em moletons. As estrelas não podiam faltar. Mas aparecem em fundo preto para variar um pouquinho.

Nos acessórios, meias abaixo do joelho com estrelinhas na ponta, botas douradas, vermelhas, brancas e estreladas com plataforma e cano médio, além de lúdicas bolsas com a carinha da Mulher-Maravilha desenhada.

211261,930,80,0,0,930,560,0,0,0,0

Algumas marcas de calçados – Havaianas e Melissa – também entraram no clima da heroína.

211260,930,80,0,0,930,560,0,0,0,0

Fonte: Folhape

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − dez =